Feio não é ser mãe solteira, feio é esse seu preconceito por um status

Ser mãe solteira, casada, separada ou qualquer outro estado civil que venha a ter não cabe a ninguém a não ser a nós mesmos. 
A palavra “MÃE” define que você gerou uma vida, que você é um ser iluminado e destinado a cuidar de uma vida além da sua própria.
Solteira, casada ou qualquer outro estado civil você não irá fugir das suas responsabilidades, uma mãe solteira é como todas as mães, ama sem limites, quer o bem do seu filho, cuida, educa, ensina enfim mais uma vez digo: como todas as mães fazem.
Ser mãe solteira, é saber que você não tem um companheiro diário que estará ali quando você precisar dormir, que você não tem alguém que irá da banho na criança quando você estiver cansada ou passando mal, que não terá quem busque na escola quando você estiver totalmente atrasada. 
Mães solteiras precisam se virar, independente se o pai da criança ajuda em algo ou não, com essa sociedade enrustida pelo preconceito que te julgam pelo um olhar, pela pergunta enrustida de ” o pai do seu filho”, assim como uma mulher/mãe separada ou viúva ainda passam por esse tipo de preconceito.

Na minha humilde opinião, o que é feio não é ser mãe solteira, que acabou engravidando por descuido, feio é gente que não assumi desde o início, que não faz questão da presença do filho ou filha. Feio é dizer que ama sem amar. 
Feio é você querer definir uma pessoa por seu estado civil no qual ela teve um filho, pelas roupas que usa, pelo seus namorados, pelo casamento que não deu certo.
Feio é esse preconceito todo que muitos dizem não sentir.