Eu vou é atrás de ser feliz!

Hoje o dia
começou diferente,ele não foi o clichê que tanto estava acostumada nos
últimos tempos, não houve um bom dia cobrado ou melhor padrão, muito menos
aquele euforia toda para saber o que aconteceu na noite passada, hoje
o dia nasceu trazendo paz, tranquilidade, pensamentos calmos… até
estranhei quando me vi assim, logo eu que sempre fui tão agitada.
Com o
tempo a maturidade vem e a gente não percebe no dia a dia, as histórias vão se repetindo –
nem sempre com as mesmas pessoas mas  muitas vezes com o mesmo contexto o que as tornam semelhantes
a algo que já vivemos – o lado triste vai se tornando aprendizado, a gente vai
crescendo se tornando forte e sorrindo mesmo com todos os contratempos que a vida as vezes manda.
A porta
sempre permanece aberta mesmo que você não perceba, já ouviu aquele ditado
“a porta da rua é serventia a casa” e é bem assim que funciona
mesmo, quando algo não funciona direito ou estamos cansados de
alguma coisa não adianta, insistir se torna o pior erro e é até mais bonito
virar as costas e deixar para trás do que ficar se remoendo tentando
acertar o errado, porém na prática isso infelizmente não acontece para nós a
porta está fechada vivemos em um mundo fechado e o horizonte se torna finito a vida vazia que se vive, dentro da própria ilusão.
Já parou
pra pensar quantas oportunidades já não perdeu por viver em um mundo paralelo,
criado pelo ego ferido, pelas tentativas frustradas?
Sem
contar o medo que tem de arriscar e errar novamente…. e dai se der errado?
Eu hein!
A vida é pra ser vivida e não sofrida!

Não crie
portas fechadas para trincos que nunca se trancaram.