Não é porque sou mãe solteira que não posso fazer fotos na gravidez.

Sempre achei mega fofo todos os ensaios de gestantes, aquela carinha de pais apaixonados por um serzinho que ainda não conhecem é tão linda, que mesmo sendo mãe solteira resolvi fazer um ensaio gestante.
Sim, uma das primeiras perguntas que eu ouvi foi: e o pai não vai participar?
Não, eu estava gestante (ok, ele podia querer fazer uma fotos também  com a barriga mas nossos dias e horários nunca se encaixavam) e não queria perder esse momento único na minha vida e principalmente da vida dela.
Pode não ser a forma como esperava, e eu mesmo digo isso mas um filho é sempre uma benção e eu gostaria que ela visse a espera dela quando ela crescesse.
Procurei algumas fotos pra me inspirar, afinal todos os fotógrafos que eu entrei em contato pediram pra eu fazer isso mas nenhuma me agradou da forma que eu queria, então fui lá e resolvi deixar o momento ser.
Separei algumas peças da minha filha, entre sapatos, roupas, brinquedos… mas minha inspiração não tinha como ser outra além de viver aquele momento. 

Entre tantos momentos que vivi na gestação esse ensaio marcou e com certeza será sempre um dia especial pra mim, uma das fotos que eu mais gosto é a foto abrindo um laço presso na barriga (foto abaixo), pra mim ela representa o presente que minha filha foi e é na minha vida. Eu escolhi o vermelho (superstição) para afastar o mal olhado.
Minha mãe participou dessas fotos ( apesar de na hora não querer tirar pois era meu momento), eu achei necessário ela vir, bolamos uma foto, onde pudesse representar nós três, as três gerações e assim surgiu uma das fotos mais originais e belas que eu já vi ( sim, babo nas minhas próprias fotos).
Sempre soube o quão ainda eram descriminadas as mães solteiras e também teve foto para inspirar todas que são mães, solteiras que não deixaram a peteca cair.
O famoso cego, surdo e mudo porém com a felicidade sempre estampa no rosto.
Adotei isso para minha vida e hoje sigo mais feliz assim.
Nosso corpo muda (e muito) durante a gestação mas o local onde tive a maior mudança foi nos seios. Tive muito leite, mas muito mesmo e mesmo quando ainda não tinha dado a luz já estavam lotados.
Quis registrar esse momento, onde houvesse algo como espanto e felicidade.
Alice significa nobre,defensora e protetora mas minha inspiração para a escolha do nome foi o livro Alice no país das maravilhas. 
Eu optei por fazer as fotos em estúdio e também por não deixar bem no finalzinho da gravidez, ( fiz o ensaio com 7 meses), quis registrar momentos em que eu estava ainda disposta e não corria o risco de  nascer.
Quero deixar aqui em especial para as futuras mamães (solteiras) que não deixem de registrar esse momento tão importante na vida de vocês por medo do que irão dizer, das críticas que irão (talvez) sofrer, a vida é única e existem pessoas maldosas por todos os lugares basta você saber que da mesma forma que existe gente maldosa existe gente que te quer bem.
Feio não é ser mãe solteira , feio é tirar e/ou abandonar um filho por  medo da sociedade.