Nem tudo é como parece ser

                         
“Enquanto as pessoas se preocupavam em dizer coisas inventadas para se engrandecerem Paula* se mantia a mesma. 
Ela sabia que a vida era diferente a cada dia e diferente para cada um, ela não se importa se a grande maioria dos dias não tivesse grandes emoções, não tivesse uma declaração de amor ou mesmo uma briga por um cara que não ligasse para ela, Paula sabia que a vida é cheia de surpresas e que um dia se tem muito , no outro se tem pouco . 
Um dia, Paula começou a observar sua amiga ou melhor sua suposta amiga, tudo acontecia com ela , ela tinha uma família problemática mas ao mesmo tempo ela não deixava a mãe só, ela tinha um emprego em outra cidade onde não precisava trabalhar todos os dias, ela tinha um romance de quase um ano que o rapaz não a assumia e não aparecia em foto . Ela, que já tinha escutado muitas histórias começou a “investigar”, saiu da zona de conforto e buscou saber sobre essa tal amiga . 
Vamos facilitar, dar nome a essa amiga e falar um pouco dela , Ingrid ** ela era a pessoa mais prestativa que Paula já tinha visto, era amiga para todas as horas , tenho certeza que se ligassem pra ela as 2 da manhã e falasse vamos para China ela toparia, porém com toda essa prestatividade vinham também as invenções, mentiras . 
Um tempo depois (ou melhor muito tempo depois) , Paula começou a ver que Ingrid não a deixava ser amiga de mais ninguém , qualquer pessoa que se aproximasse ela ficava brava e fechava a cara, elas eram muito próximas e até poderia ser ciúmes,e como eu estava dizendo Paula resolver “investigar ” as verdades de Ingrid e teve uma triste surpresa: tudo, absolutamente tudo o que Ingrid falava era mentira e invenção da sua cabeça doentia e psicopata . 
Paula manteve-se integra mesmo com toda a sua mágoa e decepção não quis ofender nem desmoralizar a “amiga”, o que ela reza hoje é que Ingrid um dia pare para pensar que essa vida não leva a nada e os futuros amigos ela não os manipule. 
A lição que Paula tirou disso tudo é: nem tudo é como parece ser . “
Obs: * e ** são nomes fictícios não podendo ser comparados  a realidade.