Minha retrospectiva 2015

2015, que ano mais louco…. algumas pessoas podem até falar: nossa mais ainda não acabou o ano, sim não acabou, mas pera lá já estamos no dia 15-12 e não acho que algo extraordinário venha acontecer na minha vida nesses 16 dias que faltam para o ano virar, então no meu balanço geral eu já posso começar a escrever.
O ano não começou pra mim de uma das melhores formas, me afastei de uma pessoa que eu gostava muito – no caso uma amiga, ou melhor hoje apenas conhecida – e foi muito difícil não conversar com ela todos os dias mas era melhor a ser feito, sou do tipo de pessoa que observa a atitude do outro em relação a outras pessoas, insisto mas quando desisto até mesmo de amizade eu desisto pra valer.
Coloquei minha filha na escola, ver ela crescer de tal forma me assusta – quando não me deprime- sei lá, as vezes eu acho que sou mais dependente da minha filha do que ela de mim, meu desejo de ser mãe sempre foi muito grande mas pra mim os bebês demoravam mais pra crescer , ficavam mais tempo naquelas fases guti guti e não cresciam tão rápido, essa parte da separação dela foi muito mais difícil mas hoje vejo que foi a melhor coisa que fiz, ela aprendeu a dividir, a não ser tão rebelde em alguns aspectos, voltou a comer melhor além da fala que não tem nem sombra de dúvidas que melhorou praticamente 100%.
Nesse ano eu me apaixonei, daqueles amores avassaladores, como nem todos os dias foram flores mas amei, amei mais do que eu podia achar que era amar alguém, foi nesse ano que eu aprendi o que realmente é o amor entre um homem e uma mulher, o que realmente é se doar por alguém….por destino ou qualquer coisa do gênero fomos obrigados a nos afastar – ele mudou de país pra estudar e eu fiquei aqui – o destino é incerto não sabemos o dia de amanha, mas ele com toda certeza foi o melhor presente que ganhei em 2015 e com certeza vai fazer parte da minha essência até meus  últimos dia de vida.
Voltei a faculdade em 2015, precisava acabar meu curso e depois de alguns anos parada não foi nada fácil. nada mesmo mas graças a Deus tive alguns anjos que me ajudaram e esses anjos/amigos posso dizer que vou levar pra minha vida toda.
Também nesse ano, levei minha filha na sua primeira viagem…. e desde então ela não para de pedir pra viajar, agora sabe o que é bom.
Perdi meu canto preferido, nossa que sensação horrível, para quem me conhece sabe o quanto eu era mega fã do Cristiano Araujo, sabe que no meu carro só tocava ele 24 horas por dia, aliás não só no carro como na minha casa, na minha playlist era só ele e eu acordei sabendo que ele tinha sofrido acidente e logo depois veio a noticia do seu falecimento, nunca tinha passado por algo igual na verdade nunca tinha entendido o que era amor de fã e hoje posso dizer que sei muito bem  que é e independente do que digam serei fã desse causador de efeitos eternamente.
Esse ano me trouxe novamente minhas amigas de coração, que pela correria do dia a dia poucos nos vemos mas que nada muda nossa amizade, nosso amor… graças a elas, a dor da distância de um amor se tornou mais suportável, o sorriso saiu sincero e graças a vocês meus dias são completos.
Enfim… num breve resumo posso dizer que meu 2015 foi um ano de conquista e aprendizados, e o meu desejo para 2016 é que venha mais aprendizados e tenha muito mais muito amor!